Top Ad unit 728 × 90

Review Especial: Resident Evil 0: HD Remaster

Não é surpresa pra nenhum fã que a Capcom atualmente, está apostando em remasterizações de jogos ''antigos''. Um exemplo é a remasterização de Resident Evil: Remake, que até então era exclusivo pra Wii e GameCube, sendo assim lançado em diversas plataformas no ano passado, e a coisa não foi diferente com Resident Evil 0.

Voltando um tempo atrás, a Capcom abandonou o survivor horror a partir de Resident Evil 4, e a franquia tomou um rumo totalmente diferente do acostumado, agora com jogos em terceira pessoa cheios de tiroteios, explosões e muita ação - sem contar com os Revelations. Essa mudança dividiu a opinião dos fãs, mesmo tendo feito muito sucesso para a maioria. Agora na remasterização de Resident Evil 0, temos de volta a câmera fixa e o horror, como nos primeiros jogos da franquia.

As falas e os cenários do original do GameCube estão exatamente iguais. Porém, o jogo vai bastante para o lado do survivor horror, com vários momentos desesperadores, como um vagão estreito do trem cheio de zumbis, ou laboratórios escuros com diversas criaturas.

Trazendo o mesmo clima que os anteriores, Resident Evil 0: HD Remaster trás Rebecca Chambers e o prisioneiro Billy Coen, que são os únicos personagens jogáveis. A Equipe Bravo é enviada para investigar os bizarros assassinatos canibais que estavam ocorrendo ao redor da pequena cidade de Racccoon City, nas Montanhas Arklay. Lá, o helicóptero perde o controle, forçando a equipe à fazer um pouso forçado. Todos se separam para investigar área, e é quando Rebecca encontra o Ecliptic Express, um trem abandonado, e é aí que o jogo começa.

Resident Evil 0: HD Remaster merece todos os créditos devido a grande diferença no gráfico, que está mais lindo e "suave". Ah historia do jogo é a mesma, seguindo de uma certa forma tradicional, assim como o principal objetivo do jogo: sobreviver à zumbis e outras criaturas, além de descobrir segredos pelo caminho que completam a história do jogo. Mas bem, isso é Resident Evil, pelo menos antigamente.


Aqui, quem é fã da série desde o início, desde a época da jogabilidade "tanque" e câmera fixa, vai amar o resultado mas, uma parte mais nova, pode não ficar satisfeita ou se acostumar com o tipo de jogabilidade que vemos aqui. É como uma faca de dois gumes. 

Uma das dificuldades do jogo são os famosos puzzle (ou quebra-cabeças), porém são mais simples que os do Remaster anterior, sendo assim muito mais fácil de terminar, nada que faça você quebrar a cabeça pra completar o desafio. Outra dificuldade é a falta de recursos;imagine você, cercado por zumbis, em um vagão estreito do trem e sem munição?

Esse tipo de dificuldade funciona muito bem com jogos deste estilo, oferecendo um desafio maior ao jogador. E é um enorme desafio para quem está acostumado com os jogos modernos, onde a munição e os outros itens não são um problema, já que podem ser encontrados facilmente durante a jogatina. 

A jogabilidade também tem dois enormes destaques, sendo pontos importantes do game, e merecem ser citados aqui. Em Resident Evil 0: HD Remaster, temos a opção de alternar entre os personagens, onde ambos possuem habilidades diferentes para tal momento, podendo Rebecca combinar ervas e Billy empurrar objetos pesados, e a opção de descarta itens para usar futuramente, isso acaba sendo um ponto positivo inserido pela Capcom. A jogabilidade é original dos clássicos e com os mesmo controles, também tendo a opção de deixá-los mais modernos, familiarizando quem é acostumado com os jogos mais recentes. 

Nos extras, além das roupas alternativas para Rebecca e Billy, nós temos o mais novo 'Wesker Mode', que é liberado após a finalização do jogo pela primeira vez. Nele, temos a possibilidade de controlar o famoso vilão Albert Wesker, que fica no lugar de Billy como parceiro de Rebecca, sendo capaz de usar seus poderes de força e velocidade (iguais aos de Resident Evil 5), além de usarmos ataques à longa distância nos inimigos.

Os gráficos do jogo estão maravilhosos, e foram bem atualizados. O game já era bonito no GameCube, e agora está em alta definição. A Capcom conseguiu trazer os gráficos da nova geração de consoles em um jogo originalmente lançado em 2002, com visuais lindos, não só do cenário como também dos personagens. 

Enfim o jogo é obrigatório e serve muito bem para os novos e, principalmente, velhos fãs da franquia. O jogo está simplesmente imperdível. Temos de volta o horror e a jogabilidade "tanque" dos jogos antigos. Uma obra prima que deve ser jogada por todos os fãs, e não fãs do universo Resident Evil. 
Review Especial: Resident Evil 0: HD Remaster Reviewed by Gabriredfield on 17:04:00 Rating: 5

Nenhum comentário:

All Rights Reserved by Biohazard Brasil © 2014 - 2015
Powered By Blogger, Designed by Sweetheme

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.