Top Ad unit 728 × 90

Artigo Especial | Por que Resident Evil 5 é meu game preferido da série


Um dos melhores games (ou se não o melhor) da série Resident Evil recebeu o tratamento que sempre mereceu. Resident Evil 5 foi relançado para Playstation 4 e Xbox One, estando acessível a um número bem maior de jogadores. Uma pérola que, finalmente, ganha uma concha muito mais aberta. 

Não que o jogo seja inadequado para os consoles da geração passada, muito pelo contrário, o título brilha como um dos jogos dos consoles e permanece absoluto quando o assunto é ação. A questão aqui é que Resident Evil 5 brilha também muito mais do que os outros títulos recentes da franquia. 

Os gráficos, enredo e ambientação do game já foram exaustivamente discutidos e analisados por todos os grandes sites de games. Repetir isso aqui seria bastante excessivo. A qualidade do quinto capítulo da série vai além de seus aspectos práticos. E foram justamente esses conceitos que o tornaram o melhor (e favorito) aos meus olhos. Uma constatação que é digna de surpresa pra muita gente. 

Eu trabalho com sites de Resident Evil a mais de cinco anos, desde 2010, cuido do Resident Evil Brasil, meu primeiro projeto criado a partir do zero e que me possibilitou uma enorme aproximação ao público. E desde sempre, percebo um movimento que julgo bastante estranho por parte da comunidade: a busca de aceitação e concordância com relação às opiniões em relação a série. 

A situação sempre segue da mesma maneira. Alguém inicia uma discussão sobre os novos rumos da franquia, afirmando que Resident Evil se perdeu após o 4, transformando-se em uma franquia de ação desenfreada, sendo algo apenas perpetuado por RE5 e RE6. E então, essa afirmação se segue com muita estranheza ou, no caso dos trollzinhos, acusações que normalmente envolvem a palavra poser e a ideia de que eu não mereço as visitas que me são concedidas todos os dias no site. Afinal de contas, como pode ser possível alguém que acompanha a série há tanto tempo ser fã da nova geração da saga? 

A responsta esperada de alguém que trabalha há tanto tempo com a franquia e é visto como especialista, estando bem longe disso, não vem. Pelo menos não de mim. Até a chegada de Resident Evil 5, o 4 era o meu jogo favorito e, sem dúvida nenhuma, é um dos que mais me diverte jogando até hoje. 

Brevemente, a mesma explicação que já falei inúmeras vezes. Resident Evil 5, pra mim, trouxe a nova jogabilidade da série, com uma história densa e que envolve alguns dos meus personagens favoritos na franquia (respectivamente Chris, Jill e Wesker). Além disso, foi o primeiro game que acompanhei o desenvolvimento com mais atenção. O espaço especial no coração apareceu sem nenhuma dificuldade, até que, estudando um pouco mais o game, agora de forma "profissional", ele veio trazendo tudo isso e muito mais. 

Se você acompanha a série há algum tempo e observou sua evolução ao longo dos anos, pode ser mais um dos descontentes com os novos rumos de ação. Mas isso é o de menos, você deve jogar Resident Evil 5 assim que puder colocar as mãos nele. A história em Kijuju tem ecos do passado, só que no presente. 

A trama do game é um ponto em particular e principal, e deve ser apreciada. Se existe um tema que permeia Resident Evil 5, é a união entre o velho e o novo. O título que começa com uma nova aventura logo ganha ares de passado quando a missão de investigação sobre a negociação de armas biológicas assume ares pessoais, com uma possível sobrevivência de Jill Valentine e o retorno de um Albert Wesker mais poderoso do que nunca. As referências estão em todos os lados, assim como revelações e até mesmo o retorno de uma Umbrella que, apesar de acabada, ainda possui presença no terrorismo biológico global. 


Mais do que tudo isso, é o encerramento que muitos de nós estávamos esperando, apesar de nem todos terem ficado felizes com ele. Assumindo ter chegado ao ponto máximo do enredo, Jun Takeuchi conclui pontas soltas, direciona velhos personagens e mostra que, mais do que nunca, é tempo de renovação. O mundo pode estar mais perigoso, mas isso não impede que o mal seja destruído uma ameaça de cada vez.

Resident Evil 5 já é a “boa” evolução da série, aproveitando o melhor do antigo e unindo-o às novidades de ouro. É a bala que vai tirar o gosto ruim de RE6 da sua boca. Agora que está disponível a todos, você não tem mais desculpa. A não ser, é claro, que você faça parte da turma do recalque. Nesse caso, eu te faço um pedido: saia dessa vida.
Artigo Especial | Por que Resident Evil 5 é meu game preferido da série Reviewed by Gabriredfield on 05:15:00 Rating: 5

Nenhum comentário:

All Rights Reserved by Biohazard Brasil © 2014 - 2015
Powered By Blogger, Designed by Sweetheme

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.